Heloisa Helena

Após notícia de ‘suspensão preventiva’, Heloísa Helena confirma candidatura ao Senado

A resolução reafirma o interesse do PSOL na disputa pela presidência em 2014.

05/03/2013 por Blog do Villar

O PSOL nacional aprovou uma resolução - no dia de ontem, 04 - que decreta a “suspensão preventiva” dos filiados que ajudam na criação do novo partido da ex-senadora Marisa Silva.

A medida atinge nomes importantes da legenda, como - em Alagoas - a vereadora Heloísa Helena, que tem se engajado na criação da Rede Sustentabilidade. Heloísa Helena sempre negou o interesse de deixar o PSOL. Após a suspensão preventiva - há falas da psolista mais abaixo que confirmam - a vereadora ainda fez questão de confirmar a candidatura ao Senado Federal.

Afirma sua condição de filiada à legenda, mas ressalta que não pode se negar a ajudar Marina Silva em um projeto que considera justo. A Rede Sustentabilidade pode pavimentar a candidatura de Marina Silva à presidência da República e - nas últimas semanas - o PSOL também colocou em pauta o interesse de disputar a presidência.

Um psolista cotado para a disputa em 2014 é o senador Randolfe Rodrigues.

Apesar da resolução, o presidente nacional do PSOL, deputado Ivan Valente, ressalta que não é interesse da legenda expulsar ninguém. Mas afirmou o convite para que os “suspensos” se “desligassem do partido”.

A resolução reafirma o interesse do PSOL na disputa pela presidência em 2014. Valente acredita que o partido deve definir um nome até o final do ano, pois avalia que há uma antecipação promovida pelos adversários da “corrida eleitoral”.

Heloísa Helena comentou sobre o assunto em sua rede social. Exibo aqui maior parte do discurso da vereadora. “Lembrei da minha época no PT quando votei contra as decisões tomadas pela ampla maioria daquele Partido, exemplos: 1. Indicação e Votação de Henrique Meirelles (Presidente Mundial do BankBoston e Deputado Federal do PSDB, aliás comprou o Mandato em Goiás) para Presidente do Banco Central do Governo Lula; 2. Indicação de Sarney para Presidente do Senado (veio junto com a indicação do Sen. Romero Jucá como Líder de Lula no Senado (era do FHC também), Roseana Sarney como Líder do Governo Lula no Congresso e acordos espúrios com a escória da realpolitik na partilha do aparelho de estado aqui e alhures; 3. Reforma da Previdência (além da traição de classe custeada com Mensalão foi uma vergonhosa trambicagem política, pois tínhamos atacado duramente FHC quando este apresentou o mesmo tipinho medíocre de “reforma” para extirpar direitos dos trabalhadores!)”.

A vereadora do PSOL ainda lembrou que se encontra afastada há mais de três anos de todas as instâncias do partido. “Desde que resolveram apoiar Dilma - nem vou falar das Alianças com PT, DEM e etcs em financiamentos de campanhas nas últimas eleições, claro!)”. E complementa: “reagi mesmo a tão grave notícia, com inesperada tranquilidade, olhando a volta que o mundo dá, pois a tal “suspensão” foi anunciada por Ivan Valente que não fundou o PSOL!”.

“A minha tristeza veio suave e penetrante quando lembrei que enquanto eu e outros estávamos nas ruas enfrentando e apanhando do Pelotão de Choque do Lula e trabalhando arduamente para construção do PSOL - ele e outros mais trabalhavam contra a fundação do Partido e apenas murmuravam reclamações contra o Governo Lula, mas votavam mansinhos como base governista! Lembrei também que estive entre os que souberam acolher generosamente – aqui e alhures - até os que conspiraram contra a Fundação do PSOL ... imagine se eu seria Covarde ao ponto de não ajudar Marina Silva que foi corajosa o suficiente para nos defender mesmo sendo Ministra de Governo e soube até generosamente compreender minhas razões ideológicas quando eu enfrentei e votei contra o principal projeto apresentado por ela quando estava no Governo! Impossível!”, complementou.

Heloísa Helena se disse “mulher livre” que “aprendeu desde cedinho a arrombar as portas das senzalas da vida e jamais permitiu ser arrastada choramingando de volta para elas em submissão às palmatórias e troncos para os rebeldes”. Com discurso bem ao seu estilo, a psolista reagiu a suspensão afirmando que no Estado de Alagoas a relação é de solidariedade, respeito e carinho com “a maioria do PSOL”.

“Continuo cumprindo minhas obrigações e trabalhando muito com ética, amor, coragem, estudo e disciplina no mandato popular como vereadora em Maceió”, sentenciou ainda. 

A vereadora do PSOL finalizou dizendo que trabalha para ser candidata ao Senado em 2014. “Se continuar viva em 2014, certamente estarei candidata ao Senado para enfrentar mais uma vez a Politicanalha Local e suas Corjas associadas – à direita e à “esquerda” - nos esconderijos de Dinheiro e Poder! Aproveito para postar um pedacinho da minha Saudação ao Encontro para legalização da Rede!”
 


Fonte: CadaMinuto