Campanha

Viver é melhor que fumar, diz campanha contra o fumo

A campanha se propõe, no âmbito do meio acadêmico, a conscientizar alunos, professores e funcionários da instituição de ensino a largarem o vicio do cigarro.

05/11/2012 por Marcelo Firmino

Preocupados com o alto índice de mortes de fumantes no mundo – mais de 10 mil mortes por dia - estudantes do quinto período de publicidade e propaganda da Facima – Faculdade da Cidade de Maceió – estão desenvolvendo uma campanha publicitária antitabagista. A campanha se propõe, no âmbito do meio acadêmico, a conscientizar alunos, professores e funcionários da instituição de ensino a largarem o vicio do cigarro.
Este é o segundo ano que os estudantes se movimentam contra o fumo. No ano passado, a turma produziu uma campanha com o mesmo foco. Na oportunidade fora destacado o conceito de que o cigarro mata. Tudo foi materializado por meio de peças gráficas, instalações e flash mob. Para este ano, o conceito trabalhado é a “valorização da vida”. Neste sentido foram produzidos dois vídeos de 30 segundos, cada um, os quais expõem a mensagem de que “viver é bem melhor que fumar”. Com sutileza, a campanha chama a atenção para o perigo que o fumo traz ao dia a dia das pessoas.
Além dos vídeos, os alunos também estão desenvolvendo peças gráficas dentro do mesmo conceito, que deverão compor o cenário da instituição durante toda esta semana, que marca a realização do Seminário Diga, organizado pelas demais turmas do curso de publicidade. O evento, com oficinas e palestras, foca o processo de formação do profissional de publicidade e propaganda em Alagoas. O Diga é aberto a estudantes e profissionais.
A campanha antitabagista do quinto período é fruto de uma ampla discussão em sala de aula, principalmente depois que uma pesquisa da OMS (Organização Mundial de Saúde) revelou que
no Brasil morem mais de 200 mil pessoas por ano em consequência dos males provocados pelo fumo. A OMS estima ainda que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas sejam fumantes (entre as quais 200 milhões de mulheres). As pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam. O total de mortes anuais atingiu a marca de 4,9 milhões, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia.
Os eventos de publicidade são supervisionados pelos professores Janaína Galdino, Rose Cristhine, Iranize Lima, Marcos Vasconcelos, Adriana Thiara e Laís Quintella, cordenadora do curso na Facima.


Fonte: CadaMinuto