Sergipe

Após 26 horas, rebelião em penitenciária de Sergipe chega ao fim

16/04/2012 por Raul Rodrigues
Após 26 horas, chegou ao fim a rebelião no Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho em Santa Maria, zona sul de Aracaju, onde 400 presos chegaram a manter três agentes penitenciários reféns.

No início da manhã desta segunda-feira, os internos libertaram 27 familiares e mais um agente prisional. As negociações avançaram e no final da manhã mais 21 reféns foram soltos.

De tarde, os presos entregaram duas escopetas calibre 12, duas pistolas taser, 25 munições e dois carregadores.

De acordo com a PM, os presos pediam a demissão do diretor do presídio, melhoria na comida, revisão dos processos e o fim de supostas agressões praticadas por agentes penitenciários.

Todos os familiares que ainda eram mantidos como reféns foram para uma ala onde estão passando por uma triagem antes de deixar a unidade prisional. O procedimento pretende evitar que internos se infiltrem no meio dos familiares e consigam fugir.

Militares do Batalhão de Polícia de Choque, Companhia de Radiopatrulha e demais unidades da Polícia Militar fazem vistoria geral no interior do presídio para verificar se há armas e outros objetos no local.

Os negociadores também informaram que cinco internos do presídio foram transferidos para outras penitenciárias do Estado.












Allan de Carvalho/SSP/SE
Presos fazem rebelião há mais de 24 horas em presídio de Aracaju (SE); cerca de 70 pessoas continuam no local
Presos fazem rebelião há mais de 24 horas em presídio de Aracaju (SE); cerca de 70 pessoas continuam no local













Divulgação/SESP Sergipe
Mais de 400 presos mantém agentes penitenciários reféns há mais de 17 horas em Aracaju (SE)
Mais de 400 presos mantém agentes penitenciários reféns há mais de 17 horas em Aracaju (SE)

Por: JB